Farmacêutico – Como Validar diploma em Portugal

Há diversas áreas de atuação para os farmacêuticos, desde a elaboração da medicação em indústrias farmacêuticas até em desempenhar funções em hospitais públicos ou privados.

Por várias razões os profissionais brasileiros estão procurando Portugal para trabalhar e morar. Mas esta mudança exige alguns procedimentos, sendo que o primeiro deles deve ser a validação do diploma e posteriormente uma autorização de permanência em Portugal, este requisito é exigido para todos os profissionais formados em outros países que querem atuar em Portugal.

O processo de validação de diploma não é um procedimento que se realiza da noite para o dia, as faculdades tem prazos para receber os documentos. Depois de entregue, a análise documental é minuciosa, cada faculdade tem seus próprios prazos tanto para recebimento, quanto para a conclusão do processo.

Mas como um farmacêutico formado no Brasil poderá validar a sua profissão para trabalhar em Portugal? Elaboramos um passo-a-passo para que você consiga fazer a validação do seu diploma em Portugal.

1º Passo: Fazer a Equivalência do grau acadêmico superior português que permita a inscrição na Ordem

1 – Preencher o formulário disponibilizado online pela Casa da Moeda clique aqui para ver o formulário

2- Reunir os seguintes documentos, devidamente apostilados, no país de origem do Diploma.

  • Comprovante da titularidade do grau para o qual é requerida a equivalência;
  • Documento emitido pela entidade competente da universidade onde foi obtido o diploma, e onde constem as disciplinas onde obteve aprovação para obtenção do grau para o qual é requerida a equivalência;
  • Dois exemplares da dissertação ou de outros trabalhos que tenham sido apresentados para obtenção do grau para o qual é requerida a equivalência;
  • Dois exemplares do curriculum vitae até à obtenção do grau para o qual é requerida a equivalência.

Passo à passo para Morar em Portugal CLIQUE AQUI

3 – Entrar em contato com uma instituição de ensino superior que ministre cursos na mesma área, e entregar o formulário bem como os documentos autenticados, dirigindo-se ao Reitor da mesma.

No caso das Ciências Farmacêuticas, as universidades são:

2º Passo: Inscrição na Ordem dos Farmacêuticos

Após obter a equivalência do diploma, o estrangeiro está na mesma posição a um recém-formado português: tem o grau acadêmico, mas ainda não tem o título de Farmacêutico.

Para isso, é necessário dirigir-se a uma das secções da Ordem dos Farmacêuticos (Lisboa, Coimbra ou Porto), e entregar a seguinte documentação:

  • Cartão do Cidadão com respectivo número de contribuinte (documento de identificação português, obtido em repartições públicas chamadas Loja do Cidadão)
  • Duas fotos tipo passe
  • Formulário de Inscrição devidamente preenchido (é concedido no ato da inscrição)
  • Certificado de registo criminal (obtido nas Lojas do Cidadão)
  • Comprovativo de residência em território nacional (obtido nas Juntas de Freguesia)
  • Pagamento da Jóia de Inscrição (valor pago uma vez, aquando da inscrição, que não dispensa o pagamento das quotas trimestrais)

Após a inscrição, é emitido um cartão de identificação e comprovativo do título de Farmacêutico. O mesmo pressupõe o pagamento das já referidas quotas.

Além disso, é necessário que o farmacêutico obtenha créditos para revalidação da carteira, ou seja, é necessário fazer prova de que está vinculado à profissão para que o título se mantenha válido.

Salários e um farmacêutico

Salário Mínimo de Portugal: 557 Euros

O salário de um farmacêutico está entre 1250 e 2500 euros brutos, dependendo da categoria em que se encontra.

Caso tenha optado pela carreira de docência ou investigação, os valores são um pouco superiores: Média de 4000 euros.

.

Quer aprender a trabalhar com a internet e sem correr riscos? CLIQUE AQUI.