Universidades de Portugal disputam estudantes brasileiros e motivos são claros

0
641

Universidades de Portugal estão cada vez mais disputando a entrada de novos estudantes brasileiros. O motivo principal acaba sendo óbvio: a população portuguesa está envelhecendo e diminuindo.

Por isso mesmo, em várias Universidade de Portugal, como em Faro e Coimbra, nos últimos anos, o número de brasileiros estudando e vivendo em Portugal dobrou. Relembramos que com o nosso passo a passo atualizado para morar em Portugal todo o processo vai se tornar simples.

Entenda porque a Universidades portugueses querem os brasileiros

Como garante o site “Estadão”, muitos estudantes brasileiros com excelente educação estão saindo do Brasil para entrar em Portugal.

Por um lado, as universidades portuguesas se esforçam para facilitar a entrada de estudantes brasileiros – que, além de se adaptarem rapidamente graças ao idioma, pagam pelo menos o dobro da taxa cobrada de um aluno português. De outro, estão os próprios jovens, que estão de olho não só no ensino, mas também na possibilidade de ficar em solo europeu de forma definitiva.

Exemplo de disputas das Universidades portuguesas por estudantes brasileiros

O reitor da Universidade do Algarve, Paulo Águas, sabe que a maior parte dos estudantes tem a intenção de ficar em Portugal por um período que excede o curso em que se matricularam. Se por um lado isso pode causar uma perda de mão de obra qualificada para o Brasil, ele diz que essa migração poderá solucionar uma questão portuguesa. Como a economia do país passou por uma longa crise antes da bonança atual, jovens portugueses migraram para outras regiões da Europa, em busca de salários mais altos e novas perspectivas de carreira.

Dessa forma, diz Águas, criou-se um espaço a ser ocupado por imigrantes. Para resolver o “buraco” demográfico, agravado pelo fato de cerca de 20% da população ter mais de 60 anos, Portugal precisaria atrair 70 mil pessoas todos os anos. “Sofremos um brain drain e estamos à procura de talentos”, diz o reitor. “Isso afetou o sistema de ensino, que tem folga para receber estudantes.”

As universidades têm ainda uma razão econômica para facilitar a vida dos brasileiros dispostos a estudar em Portugal – Faro e Coimbra, por exemplo, estão na lista das que reconhecem o Enem na hora de selecionar alunos de graduação. Os brasileiros pagam entre ¤ 2 mil e ¤ 3,5 mil por ano, enquanto a instituição recebe, no máximo, ¤ 1 mil por aluno português. A briga pelos brasileiros, no que depender de Águas, só vai se intensificar: “Queremos ser a líder em três anos”.

Se quiser viver nesse país maravilhoso, tenha suas dúvidas eliminadas e faça parte da nossa enorme equipe que com nosso curso atualizado entrou e se legalizou em Portugal, sabendo de tudo para tornar o processo rápido e simples.

Universidades de Portugal disputam estudantes brasileiros e motivos são claros
Rate this post