Que nota é preciso tirar no Enem para estudar em Portugal?

0
1933
Em 2018 já são 35 convênios assinados com universidades portuguesas

Aquele que almeja ingressar em uma universidade pode utilizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como portal para começar os estudos.  O programa, além de disponibilizar o acesso às universidades públicas e particulares no Brasil, a avaliação também permite que os estudantes brasileiros estudem em Portugal. Em 2014, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) firmou acordos com instituições portuguesas, públicas e particulares, de ensino superior ou politécnico, por meio do convênio interinstitucional. De acordo com um estudo realizado pelo órgão pelo menos 1200 brasileiros já foram beneficiados.

Imagem shutterstock – Portifólio fotografo Yuri Turkov

Estudar em Portugal pelo Enem

 

Os inscritos são selecionados mediante ao desempenho obtido no Enem. O calendário de matrículas, as notas mínimas exigidas no Exame, os pesos específicos para cada área de  estudos e curso variam conforme a universidade. A escala de notas portuguesa 0-200 é adotada em grande parte dos casos. Isso quer dizer que, neste caso, as notas do Enem, cuja escala é de 0-1000, serão divididas por cinco.

 

Quanto custa estudar em Portugal pelo Enem?

 

Embora as universidades portuguesas conveniadas com o governo brasileiro serem públicas, no país, diferente do Brasil, instituições nessa modalidade não são gratuitas. Os estudantes estrangeiros que estudam lá precisam pagar uma taxa que pode ser mensal ou anual, a depender da universidade. Diferente dos outros programas do governo como Fies e Prouni, esse acordo não prevê oferta de financiamentos e nem bolsas de estudo para quem é aprovado e vai estudar em Portugal. Nesse caso, o Enem é apenas um canal que serve como processo seletivo. Atualmente, são 35 o número de parceiras.