Premiê de Portugal lança convite aos brasileiros e emociona: ‘dívida de 500 anos’

0
3524

Se tem dúvida de que o Governo português pretende que você faça parte de Portugal, o próprio premiê de Portugal, o Sr. António Costa, deixou uma mensagem muito esclarecedora para o país irmão, falando mesmo de uma “dívida de 500 anos”. Com o nosso passo a passo atualizado para morar em Portugal todo esse processo vai se tornar ainda mais simples.

Governo português está ansioso para receber talento brasileiro

Como garante o site da revista “Veja”, quando se tornou primeiro-ministro de Portugal, o socialista António Costa foi na contramão da política europeia que tendia à direita. Assumiu um país que começava a sair do fundo do poço econômico depois de um severo plano de austeridade, o que lhe deu possibilidade de abrandar ajustes e repor salários e pensões. Ao contrário da Grécia, Portugal vem obtendo indicadores positivos: o desemprego atingiu a casa de um dígito e o déficit nas contas públicas é o menor em quatro décadas de democracia.

A abertura das fronteiras a estrangeiros que queiram viver em solo português é um caminho para dar fôlego à economia. Atraídas pelas oportunidades no mercado de trabalho, levas de brasileiros estão se mudando para lá. Costa afirmou a VEJA, em sua segunda visita ao Brasil: “Somos uma boa porta de entrada para a União Europeia. Para nós, é um prazer vocês nos descobrirem. É como se estivéssemos acertando uma dívida de 500 anos”.

Condições únicas para os brasileiros terem qualidade de vida em Portugal

António Costa considerou que o seu Governo derrubou o mito de que a competitividade econômica se faz com baixos salários e frisou que o salário mínimo nacional vai voltar a aumentar em 2019, fixando esse mesmo valor em uns incríveis 600 euros, cerca de 2600 reais.

“A direita dizia que para Portugal recuperar competitividade era preciso baixos salários e fragilização dos direitos laborais. A verdade é que aumentámos o salário mínimo em 2016, em 2017, este ano – e ficam já a saber que voltaremos a aumentá-lo em 2019”, declarou António Costa.

António Costa defendeu ainda que o seu Governo, ao fim de dois anos e meio, “demonstrou que é possível sair das políticas de austeridade, fazendo uma boa gestão orçamental” e, por outro lado, “acabou com o complexo do bom aluno” que “está sempre em silêncio” perante a União Europeia.

Não há motivos por isso para temer que, caso pretenda mesmo sair do Brasil e ir viver com sua família em Portugal, vai ter que viver um verdadeiro inferno para conseguir as condições de vida mínimas. Vale a pena recordar que Portugal se encontra na União Europeia, onde a vida e o respeito pelo ser humano é prioridade.  Por isso mesmo, tenha suas dúvidas eliminadas e faça parte da nossa enorme equipe que com nosso curso atualizado entrou e se legalizou em Portugal, sabendo o passo a passo crucial para tornar o processo rápido e simples.