Portugal é o terceiro país da União Europeia com mais trabalho temporário

0
830

Logo após da Polônia e da Espanha, Portugal é o Estado-membro da União Europeia com maior percentual de trabalho temporário. Nos últimos 10 anos, este tipo de empregos cresceu consideravelmente no espaço europeu.

Na última década conseguir um emprego fixo tornou-se consideravelmente mais difícil. De acordo com os dados apresentados esta segunda-feira (13/08), através do Eurostat, a porcentagem de trabalhos temporários na União Europeia passou de 11,2% em 2002 para 13,4% em 2017.

Logo após da Polônia e da Espanha (ambos com 26%), Portugal é o Estado-membro que proporciona mais empregos deste tipo a sua População (21,5%), o que simboliza uma alta de 0,9 pontos percentuais em relação a 2002.

Por outro lado, a Romênia (1%), a Lituânia (2%), a Estônia e a Letônia (3%) são os países europeus com menos trabalho temporário, afirma!

“O crescimento do trabalho part-time simboliza outra mudança considerável nas condições de trabalho”, complementa ainda o Eurostat. No que diz respeito às ocupações a meio tempo, a média Comunidade passou de 15% em 2002 para 19% em 2017. Neste quadro, é também importante notar que este tipo de emprego é cada vez mais comum entre as mulheres (31%) do que entre os homens (8%).

Quanto à oscilação por Estado-membro, Holanda (47%), Áustria (28%), Alemanha (27%), Bélgica e Reino Unido (ambos com 24%) foram os países com mais trabalho part-time. Por outro lado, é na Bulgária (2%),Hungria (4%) e Croácia (5%) que menos empregos neste regime são ofertados.

Em Portugal, a taxa de trabalho a tempo fracionado (8,6%) fica inferior da média europeia. logo após de se ter alcançado os 11% em 2012 — o máximo nacional desde 2002 — a Direção tem recorrido a diminuição dos empregos part-time, continuando-se, todavia ainda acima da percentagem registada em 2002 (8,4%).

Neste sentido, recorde-se que, em julho, o Fundo Monetário Internacional divulgou um registro no qual não só verificou Portugal como um dos países da UE onde o desemprego jovem que mais recuperou desde a crise, mas também salientou que o domínio do trabalho em regime part-time (a maior parte das vagas ofertadas aos jovens são ainda deste tipo) dificultou tal processo.

Quer Morar Em Portugal e não sabe por onde começar ?
Conheça o Guia Morar Em Portugal – Clique no Banner Abaixo!