Oportunidade! Governo de Portugal anuncia quantos milhares de imigrantes quer contratar em 2019

0
17834
PORTUGAL XX CONGRESS OF THE SOCIALIST PARTY
Compartilhe!

O Governo português quer investir muito forte na chegada de imigrantes que sejam fora da União Europeia, como é o caso dos trabalhadores brasileiros, já para esse ano de 2019. Relembramos que com o nosso passo a passo atualizado para morar em Portugal todo o processo vai se tornar mais simples.

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social português, Vieira da Silva, anunciou recentemente que o Portugal está disponível para dar trabalho a cerca de 8 e 200 imigrantes que são originários fora da União Europeia. Esta pode ser uma grande oportunidade para os brasileiros que têm interesse em se mudar e trabalhar em Portugal.

Governo de Portugal está investindo forte na chegada de imigrantes

Como garante o site da revista “Sábado”, o Governo de Portugal propôs hoje aos parceiros sociais que a quota de imigrantes fora da União Europeia para trabalhar em Portugal seja de 8.200 pessoas em 2019, propondo também que o modelo seja revisto e simplificado.

Em declarações aos jornalistas, no final da reunião de mais de três horas de concertação social, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social adiantou que foi criado um grupo de trabalho para fixar um valor para este ano e para rever e simplificar, tornando mais flexível, o modelo de entrada de cidadãos vindos de fora da União Europeia.

De acordo com José Vieira da Silva, a proposta do Governo é de 8.200 pessoas em 2019, sublinhando que estão em causa apenas trabalhadores para trabalho subordinado e sem termo.

O ministro lembrou que esta é uma legislação que existe desde 2007 e que define o número anual de trabalhadores que as empresas nacionais podem ir contratar fora da União Europeia.

“Na ausência da fixação desse valor, aquilo que a lei impõe é um processo muito complexo e burocrático que passa quase por uma autorização individual da Direção-geral dos Consulados”, apontou Vieira da Silva.

O governante acrescentou que a fixação do novo contingente não é um instrumento de limitação, mas de abertura, sublinhando que na ausência dessa quota, a burocracia é de “tal maneira atrofiante” que as empresas portuguesas desistiam de contratar.

Conheça os setores que Portugal está investindo para receber os imigrantes

Segundo o ministro, os setores empresariais que mais podem beneficiar desta medida são os da indústria metalomecânica e elétrica, do turismo e da agricultura.

Se quiser viver nesse país maravilhoso, tenha suas dúvidas eliminadas. Faça parte da nossa enorme equipe que com nosso curso atualizado entrou e se legalizou em Portugal, tornando o processo rápido e simples.