Morreu paramédico que ajudou centenas na luta contra a Covid-19 em Itália

0
13014
Compartilhe!

Diego Bianco tinha 46 anos e era de Bergamo, uma das cidades mais afetadas do país.

Via: Notícias ao Minuto

Diego Bianco, um paramédico de apenas 46 anos, morreu no passado dia 13 de março, em Bergamo, uma das cidades italianas mais afetadas pela pandemia do novo coronavírus. O homem que ajudou a tratar centenas de compatriotas na luta contra a Covid-19 acabou por perder a vida para o vírus. A sua história é contada pelo Corriere della Sera.

Disse a um colega que se sentia como se o tivessem puxado para debaixo de um camião, mas o otimismo não o abandonava. De acordo com a publicação, Diego esteve em longos turnos durante as semanas anteriores à sua morte do outro lado da linha do número 118 – o usado para as emergências em Itália, equivalente ao 112 em Portugal.

Dia 7 de março, o paramédico começou a ter febres altas que também atingiram outros dos seus colegas. Os operadores que estavam ainda a trabalhar foram enviados para Milão para continuarem o seu trabalho.

O jornal italiano conta ainda que Diego recebeu chamadas destes seus companheiros de luta que lhe perguntaram como se encontrava. Infetado com Covid-19, o paramédico ora se mostrava otimista, ora desesperado. Além da febre, Bianco teria também tosse, outro dos sintomas que o vírus transmite.

Entre o dia do primeiro sintoma e o do falecimento, contou-se menos de uma semana. Diego morava em Montello e deixa mulher e um filho com oito anos.

A história trágica de quem tanto tentou ajudar os seus compatriotas está a correr o mundo, tendo já sido noticiada também em Espanha e no Reino Unido, entre outros.