Jovens brasileiros estão desaparecidos em Lisboa e Polícia portuguesa revela os detalhes

0
5992
Compartilhe!

As autoridades policiais estão a investigar o desaparecimento de dois jovens brasileiros, ocorridos com poucas horas de diferença, na região de Lisboa. A Polícia portuguesa está fazendo o melhor trabalho possível. Relembramos que com o nosso passo a passo atualizado para morar em Portugal todo o processo vai se tornar mais simples.

Os dois casos não estarão relacionados, mas nenhuma hipótese está, para já, descartada, soube o CM. Filipe Reis, barbeiro de 24 anos, envolveu-se numa rixa junto a uma discoteca no Parque das Nações, em Lisboa, pelas 06h00 de domingo. Fugiu do local ensanguentado e nunca mais deu sinais.

Polícia portuguesa revela detalhes dos desaparecimentos

O telemóvel tem estado desligado e nas redes sociais não houve qualquer publicação desde as horas anteriores ao desaparecimento. O caso foi participado à PSP, que confirma a rixa, e o processo remetido ao Ministério Público. Também desde domingo, mas ao final do dia, que Ericleison Lima, de 27 anos, está desaparecido.

O jovem brasileiro, que estava há dez anos em Portugal, saiu do trabalho – uma sauna no Bairro Alto – pelas 19h30 e foi a casa, em Cacilhas, onde deixou todos os pertences e saiu. Levou apenas o telemóvel, mas o aparelho está desligado desde então, segundo um amigo próximo.

Terá sido visto na Fonte da Telha, ainda nesse dia. Casos em suspenso por falta de crime Os dois casos foram participados à PSP – de Lisboa e de Almada –, que remeteu os dois processos para o Ministério Público. Nenhuma das situações está, para já, sob investigação da Polícia Judiciária uma vez que, apesar dos relatos de familiares e amigos, os dois homens são maiores de idade e não há indícios de crime.

Só se for encontrado algum indício de rapto ou outro crime violento é que a investigação transita para a PJ.

Se quiser viver nesse país maravilhoso, tenha suas dúvidas eliminadas. Faça parte da nossa enorme equipe que com nosso curso atualizado entrou e se legalizou em Portugal, tornando o processo rápido e simples.

Facebook Comments