Desemprego em Portugal saiu da “zona vermelha”

0
235

Portugal saiu da Zona vermelha do mapa do desemprego.  Veja as taxas de desemprego em todos os países da europa

 

Pela primeira vez desde 2009 a taxa de desemprego em Portugal situou-se abaixo dos 10% no mês de Março. Mesmo apresentando a sexta taxa de desemprego mais elevada entre os países da Zona Euro, Portugal deixou de estar no vermelho no mapa europeu do desemprego.

Mapa Desemprego - Morar em Portugal
Mapa Desemprego – Morar em Portugal / Arquivo: jn.pt

Como mostra o mapa, com base dos dados divulgados pelo Eurostat esta semana, Portugal se destaca positivamente dos países do sul da Europa, com a taxa de desemprego acima dos 10% na França, Espanha, Itália e Grécia. Observando o norte da Europa a cor predominante é o verde, são vários os países com taxas de desemprego na faixa dos 5%.




A taxa de desemprego em Portugal reduziu em 2,2 pontos percentuais entre Março de 2016 e Março deste ano, o que representa a queda mais forte entre todos os países da Zona Euro.

Apesar da redução acentuada do desemprego em Portugal, a taxa é a sexta mais elevada entre todos os países da Zona Euro, tal como acontecia em Fevereiro, mês em que Portugal trocou de posição com a França, país onde a taxa de desemprego está estável em 10,1% desde Março do ano passado. Grécia (23,5%), Espanha (18,2%), Chipre (12,5%) e Itália (11,7%) são os outros países que registam taxas de desemprego mais elevadas do que em Portugal.

Saiba como conseguir emprego em Portugal com estas dicas: Quero trabalhar em Portugal

Fora do espaço europeu, o desemprego aumentou um ponto percentual nos Estados Unidos (para 4,8%) e recuou, também um ponto, no Canadá (6,8%), no Japão (3%) e no México (3,6%).

O número de desempregados no Brasil atingiu o recorde de 14,2 milhões de pessoas no primeiro trimestre de 2017, o que representa 13,7% da força de trabalho do país, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e estatística (IBGE).

É o valor mais alto do desemprego no país desde 2012, quando a taxa começou a ser medida com mais rigor pelo IBGE.

Saiba como morar legalmente em Portugal: Quero morar em Portugal