Depois de 4 anos no Brasil, voltei para Portugal

A minha realidade de ser um Imigrante…

Olá me chamo Robson e nos próximos minutos vou relatar o que aprendi nesses mais de 7 anos como imigrante aqui em Portugal.
Deixo claro que é minha experiência e qualquer semelhança é “mera coincidência”.

No ano de 2006 resolvi por a prova o que muitos falavam sobre viver em Portugal. Na altura trabalhava como agente de viagens no Brasil em uma grande agência, tinha um bom salário e não teria motivos nenhum para imigrar a não ser a curiosidade. Bem, em meio a tantas viagens vendidas a muitos clientes decidi então fazer a minha primeira viagem internacional. Larguei tudo para viver um mundo novo de futuras oportunidades.

Naquela altura não existiam grupos de whats muito menos Facebook. A única fonte que eu tinha de informações sobre imigrar, era relatos de clientes e mais nada. Sai do Brasil em um voo direto a Lisboa com saída de Salvador.



Imigração

O maior medo de todos que desejam morar fora é a famosa imigração, esta mesmo que naquele momento estava à poucos metros de mim. Me lembro como se fosse hoje , tremia como uma “vara verde” mesmo estando com quase tudo OK
PS: Ao final explico o “quase tudo
Cheguei na imigração e foi me solicitado reserva de hotel, seguro viagem, bilhete ida e volta e dinheiro. Tudo isso tinha em mãos e mesmo assim desconfiaram do meu nervosismo e me chamaram para entrevista. Resumo … Após 3 horas fui DEPORTADO
PS: Ao final deste artigo explico o motivo
Voltei ao Brasil e não dado como satisfeito retornei 1 mês depois pela Espanha. Enfim cheguei a Portugal e como a maioria me deslumbrei com tudo.

Segurança

O Brasil não estava esse caos que está hoje , mas tinha sim um alto índice de violência, esta que cresce a cada dia. Coisa que por aqui, não via. Andava pelas ruas bem vestido, com bom telemóvel, com dinheiro no bolso e nunca fui assaltado e muito menos soube de alguém ter sido assaltado da forma que assaltam no Brasil.
Aqui existia e existe até hoje muitos roubos os famosos batedores de carteira, que te roubavam e você nem percebia. Bom já me sentia no paraíso.

Alimentação

Comer em restaurantes não é algo que se diga barato ou caro, tudo depende do restaurante, como é óbvio, mas um imigrante não é um turista e ele deve fazer as compras para o mês.

Eu recebia em torno de 550 euros na altura, salário razoavelmente bom para quem estava começando. Chegava no mercado e lá deixava em média 150 euros só de besteiras , tendo em vista trabalhar em um restaurante e lá poder comer a vontade (uma grande ajuda para quem trabalha em restaurações)

Educação

(não estarei falando de escolas) Vejo muitas pessoas falando mal dos Portugueses, que são isso.. que são aquilo. Em todo lugar do mundo vai existir alguém que não te agrade, mas tem uma grande diferença; muitas pessoas vem para cá querendo receber a famosa ” alegria Brasileira” e por aqui as coisas não funcionam assim.

Particularmente aprendi a respeitar e entender a educação deles que diga-se de passagem ser muito mais evoluída que a nossa.
Chegar em um café e pedir algo sem dar “bom dia”, “boa tarde” ou “boa noite” isso sim é não ter educação, e por aqui você vai cansar de ouvir isso. Não … Não me levem a mal, mas como falei no início essa é a MINHA EXPERIÊNCIA e posso garantir que os melhores patrões que tive por aqui não foram os Brasileiros.

O Português não “mostra os dentes” por qualquer coisa… O Português não abre a porta de casa para qualquer um… Mas tenha certeza que quando isso acontecer , você terá os melhores amigos nesse lugar.



Com apenas 21 anos, solteiro e morando na Europa me achava a última bolachinha do pacote . Mas não era!

Trabalho

Minha idéia  de trabalho era como a de muitos que hoje vejo em grupos “sou engenheiro”,”sou isso”,”sou aquilo”, então…eu era agente de viagens e achava que conseguiria uma colocação rápida nessa área…. beleza….
Mas se você vem com documento (legalizado), pode sim correr atrás de oportunidades na sua área, mas infelizmente a maioria das pessoas que imigram, não chegam por aqui desta forma.

Um imigrante que chega sem documentos para residir, não tem opções, ou faz ou passa fome. PONTO!
E lá fui eu entregar jornais a porta do metrô…. Entregar pizza…. Lavar copos…. Lavar carros… E assim fui levando por um bom tempo até conseguir um contrato de trabalho e poder então enfim dar entrada na minha legalização.

Legalização

O grande erro da maioria das pessoas que vem para Portugal, incluindo eu, era achar que o processo de legalização e algo fácil e rápido. Eu demorei 2 anos para conseguir me legalizar por aqui, isso não quer dizer que você também levará 2 anos, mas venha preparado.

Retorno ao Brasil

Após 6 anos morando aqui, no ano de 2012 retornei ao Brasil por problemas de saúde familiar, e por lá fiquei por 4 longos anos.
Confesso a vocês que no início foi muito difícil a readaptação, pois pensava em tudo que tinha com mais facilidade em Portugal e principalmente na segurança.
Lembro-me que voltei a trabalhar em uma agência de viagens dentro de um shopping e que ouvi gritos no corredor, uma casa de câmbio acabava de ser assaltada. Bem vindo ao Brasil!
Hoje não fico triste por ter voltado ao Brasil, pois Deus estava preparando a minha família. Conheci minha linda esposa na qual me presenteou com 2 lindas meninas.

Eu sempre falava para ela sobre a vida em Portugal, mas ela sempre desviava o assunto pois tinha um ótimo cargo em uma multinacional.
O tempo foi passando e a violência aumentado e então consegui convencer minha esposa para mudarmos de vez para Portugal.



PLANEJAMENTO

Aqui começa o princípio de tudo para quem deseja morar fora.
Você não está mudando de bairro e nem de cidade, está mudando de País!
Ter um PLANEJAMENTO bem feito vai te ajudar a correr menos riscos. Eu e minha esposa nos planejamos durante 1 ano.

Mesmo eu que já havia morado durante 6 anos em Portugal, não perdi tempo e fui me atualizar de tudo e pegar o máximo de informações possíveis.

Regressei a Portugal 4 anos depois, o grande dia chegou e logo estaríamos pisando do em solo Português “Eu a Patroa e as crianças”
Após 4 anos, aqui estava eu novamente e agora com minha família.

Que Comecem os Jogos

Desde o início sempre falei para minha esposa que a pagada é bruta, então não perdemos tempo e corremos atrás de trabalho, escolas e claro onde morar. Resumo Hoje já faz quase 1 ano que aqui estamos e graças a Deus tudo correndo muito bem.



Recado para você

Vai ouvir muitas pessoas falando mal de Portugal. Que Portugal é isso.. Que Portugal é aquilo e por aí vai…
Mas na realidade não é Portugal que está mal e sim estas pessoas que vieram completamente despreparadas.

Confesso a você que quando me programei não tinha nada certo do lado de cá mas já sabia como a banda tocava. E junto a minha esposa sabíamos o risco que corríamos de não dar certo, e nem por isso iríamos sair por aí falando mal do país que nos acolheu, como vejo por aí.

Entenda uma coisa … Viver em Portugal não é JUNTAR DINHEIRO e nem tão pouco passar fome, como já ouvi muito.
Passa fome quem escolhe trabalho e não corre atrás!
Aqui você vive muito bem, com segurança e qualidade de vida para sua família, desde que venha da forma correta.
As pessoas querem chegar por aqui e manter o padrão de vida que tinham no Brasil. Começar do zero não é assim meu caro… Se você vem com essa intenção nem saia daí.
Não estou falando para chegar aqui e morar em baixo da ponte, mas saber que o sustento que você tinha no Brasil (seu trabalho) ACABOU e aqui você vai começar tudo do zero.

Lembram no início deste artigo quando falei que estava com QUASE TUDO?
Bom o quase tudo que me causou a deportação foi não falar a verdade, pois tinha uma amigo a minha espera . No meio da entrevista os agentes perguntaram se eu conhecia alguém e eu disse que NÃO.
Duas horas depois meu amigo ligou para saber se eu havia chegado e PAHHHHHH A casa caiu

#Conclusão

Morar em Portugal não é uma tarefa fácil, por isso, venha preparado para o desafio.
Desafio em tirar os documentos num sistema público que não é moleza pra imigrantes.
Desafio em não poder escolher um emprego sentadinho atrás de um computador
Desafio de não absorver os fracassos de pessoas que não vivem à 3 meses em Portugal
Aceite opiniões de quem tem no mínimo 1 ano de imigrante, as reclamações anteriores a isso vem de MIMIGRANTES
Saiba que todo o começo é de humildade e dedicação, quem não está disposto a “sair do trono” não vai pra frente aqui.
Sim, existem muitos brasileiros de sucesso morando em Portugal, que começaram sua vida do zero e hoje cresceram muito na vida. 

Tudo vai depender de você e da sua disposição!



Cadastre-se em nossa Lista

Patrícia Alves

Fundadora e proprietária do site Morar em Portugal. Mãe, esposa, web marketeer e imigrante em Portugal. Mora em Cascais com o marido e as filhas.Clique no ícone do Facebook para acessar meu perfil

Website: https://moraremportugal.com