Contas feitas! Saiba onde é mais barato comprar casa em Portugal e todos seus custos

0
3233

Apesar das subidas que se estão verificando no imobiliário em Portugal, a verdade é que ainda existem excelentes oportunidades de negócio para ficar com casas nesse país da União Europeia.

Se sair um pouco das grandes cidades, como é o caso de Lisboa, fica evidente que as casas se tornam mais baratas, mesmo com preços que acabam sendo impensáveis para cidades no Brasil. Para reduzir o preço do seu aluguel ou mesmo na aquisição de um casa em Portugal, com o nosso passo a passo atualizado para morar em Portugal todo esse processo vai se tornar ainda mais simples.

Realidade totalmente diferente

Segundo informações da imprensa portuguesa, os preços das casas em Portugal subiram 7,5% no último trimestre do ano passado e chegaram aos 1,351 euros/m2 na média nacional, segundo o índice imobiliário de venda da plataforma online ‘o idealista’. Lisboa continua a ser a região mais cara e onde os preços mais subiram, enquanto o Alentejo, o Centro e a Madeira foram as regiões do país onde a subida do valor das habitações não se verificou.

Em 13 dos 20 distritos portugueses, registaram-se aumentos no preço das casas nos últimos três meses do ano em relação ao terceiro trimestre de 2016. No pódio das capitais de distrito estão Lisboa com uma subida de 9,7% para 3.231 euros/m2, o Porto que escala 8,5% e Évora com um aumento de 6,8%. Pelo contrário, as maiores descidas aconteceram aconteceram em Coimbra (-5,9%), seguido de Aveiro e Beja (-3,1% em ambos os casos).

Em relação ao valor, Lisboa mantém-se na liderança entre as capitais de distrito com o preço mais elevado por metro quadrado. No Porto, os valores chegam a 1.598 euros/m2 e no Funchal aos 1.250 euros/m2. As capitais onde os preços das casas são mais económicos são Bragança (633 euros/m2), Braga (672 euros/m2) e Guarda (698 euros/m2).

Como fica bem mais barato

Um apartamento, por exemplo, de três quartos no Rio de Janeiro/RJ com 130 metros quadrados custa mais de 1 milhão de reais. No Porto, que é a segunda cidade de Portugal em população, um apartamento nos mesmos moldes sai por 140 mil euros.

Convertendo a moeda europeia a R$ 4,30, o apartamento na Europa fica por menos da metade do preço do mesmo apartamento no Brasil, mesmo com o euro super valorizado. Claro que essas comparações nos deixam perplexos. Já imaginou que seria mais barato morar em Portugal do que no Brasil?

Toda a documentação que precisa para comprar casa em Portugal

Essa é provavelmente a parte mais chata no momento de aquisição de uma casa nesse país. Para comprar casa em Portugal é importante ficar atento a alguma regras e solicitações do estado português. A primeira coisa, claro, é que toda e qualquer transação está sujeita a recolha de impostos.Para fazer negócio é preciso ter uma inscrição na Administração Fiscal e assim você obtém o Número de Identificação Fiscal (NIF). Ainda é necessário ter em mãos a Certidão do Registro Predial, também conhecida como certidão de teor. Este é um documento que confirma e legitima o proprietário e o comprador.

Outro importante documento é a Caderneta Predial. Ela serve para que os interessados saibam qual a situação fiscal do imóvel e pode ser solicitada no Serviço de Finanças.

A Licença de Utilização é outra declaração que atesta para que serve o imóvel que você pretende adquirir. Tal licença pode ser solicitada na prefeitura da cidade onde você está negociando seu imóvel.

Por fim, a Ficha Técnica de Habitação é exigida para descrever as características técnicas e funcionais do imóvel, o documento pode ser pedido na prefeitura (junta de freguesia, em Portugal).

Sites atualizados para pesquisar casa em Portugal que estão à venda:

www.imovirtual.com

www.casa.sapo.pt

www.remax.pt

www.comprarcasa.pt

Se quiser viver nesse país maravilhoso, tenha suas dúvidas eliminadas e faça parte da nossa enorme equipe que com nosso curso atualizado entrou e se legalizou em Portugal, sabendo o passo a passo para tornar o processo rápido e simples.