Comprar Casa em Portugal em 2022, Ainda Vale A pena?

1855

Comprar Casa em Portugal em 2022, Ainda Vale A pena?

Essa é uma pergunta que muitos Brasileiros fazem todos os dias na internet, seja em grupos de facebook, nos posts do instagram ou em fóruns sociais.

A resposta é simples e clara…

Se comprar um imóvel em Portugal para morar, passar férias ou até mesmo se aposentar foi um objetivo de vida, talvez seja hora de agir o quanto antes. Devido ao sol quase o ano todo (De 19 de junho a 24 de setembro é quando se registram temperaturas mornas, com média diária acima de 22 °C), à cultura e à grande qualidade de vida, Portugal é o lar de milhões de expatriados.

A nação europeia possui uma das mais altas taxas de propriedade, com quase 75% da população possuindo uma propriedade.

Apesar de o mercado imobiliário português ter sido severamente impactado pela crise econômica de 2008, comprar imóveis em Portugal hoje não é apenas um investimento sólido, mas também um objetivo de vida para muitos.

O mercado imobiliário nacional vem se valorizando. Se você está qualificado para solicitar um Portugal Golden Visa , a compra de uma casa pode resultar em residência permanente ou até mesmo cidadania.

Comprar Casa Em Portugal Sendo Brasileiro, É Fácil?

Comprar imóveis em Portugal como estrangeiro é simples. Não há limitações para estrangeiros que desejam possuir uma casa em Portugal.

Para comprar um imóvel, você não precisará apresentar mais nenhuma documentação ou atender a quaisquer outros requisitos.

Em Portugal, tudo o que é necessário é um número de identificação fiscal (NIF) ou número de contribuinte (número de identificação do IVA).

Isto pode ser obtido abrindo uma conta bancária portuguesa ou contactando uma administração fiscal portuguesa.

4 Tendências do Mercado Imobiliário Português para 2022

1. Aumento do preço das casas/Imóveis

Uma das principais tendências do setor imobiliário em 2021 foi o aumento da procura de compra de casas, principalmente por Brasileiros. Esta deverá também se manter agora em 2022, acentuando ainda mais o desequilíbrio entre a procura e a oferta.

2. Maior grau de exigência e profissionalismo

O mercado imobiliário de 2022 não irá dar tréguas ao consultor imobiliário, exigindo mais profissionalismo e um serviço de qualidade superior. Só quem estiver preparado e for pro-ativo é que conseguirá superar os desafios dos próximos meses.

Dada a realidade apresentada, podemos afirmar que a formação será o caminho para o sucesso. Só assim será possível aos profissionais terem acesso às mais recentes ferramentas e conhecimentos do setor, para que possam entregar mais valor ao cliente. Desta forma, a formação representa um elemento diferenciador, ou seja, procure sempre se qualificar.

3. Preocupação com a sustentabilidade

A apreensão face à pegada ecológica e a minimização de impactos no ambiente continuará a ser uma preocupação do mercado imobiliário em 2022. Tal como no ano anterior, esta continuará em força nos próximos meses.

O tema da preocupação ambiental tem sido cada vez mais debatido de forma global e no próprio setor. Questões como a eficiência e certificação energética dos imóveis, ou a instalação de painéis solares, já são temas populares e que continuarão a ser falados durante este ano.

4. Implementação da “glocalização”

A quarta tendência do mercado imobiliário para 2022 que destacamos aqui é a glocalização ou globalização local. Resume-se a uma fusão entre duas forças opostas.

Por um lado, temos a influência do que é global e dos seus benefícios e, por outro, temos um sublinhar do que é local, impedindo que traços únicos e exclusivos de cada cultura sejam perdidos. Ou seja, é uma forma de proteger “o que é da terra”, sem ignorar as influências globais do exterior.

A glocalização permite que as empresas se continuem a expandir no mercado e respeitem as diferenças culturais em simultâneo, quer seja pela adaptação dos produtos ou serviços e dos preços ou pela forma como comunicam. Desta forma, o setor imobiliário conseguirá estar ainda mais próximo das suas comunidades.

Apesar das dificuldades que marcaram o início de 2022, acreditamos que este tem o potencial para ser um ano excelente!

Você deve comprar uma casa em Portugal?

Prós

  • Obtenha um Golden Visa para Portugal e talvez residência permanente (assim como a cidadania após 6 anos).
  • Investimento sólido, Portugal tem um elevado potencial de arrendamento.
  • Custo de vida comparativamente baixo em relação a outras nações europeias.
  • O clima é um pouco quente na temperatura.
  • A Global Finance Magazine colocou Portugal em quarto lugar entre as nações mais seguras do mundo em 2019.
  • Serviços educacionais e médicos superiores
  • Há tantos falantes de inglês que é desnecessário aprender português (no entanto, isso é útil).

Contras

  • Não há aquecimento central na maioria das casas portuguesas.
  • Pode levar mais tempo do que o previsto para comprar uma casa em Portugal devido aos complicados processos burocráticos e ineficiência do país.

Onde comprar uma casa em Portugal?

Cascais

Cascais é um dos mercados imobiliários mais caros em Portugal por uma razão. Este município da Riviera Portuguesa apresenta uma costa de 30 quilômetros com algumas das melhores praias do país.

O centro está ativo durante todo o ano, com restaurantes e lojas de alta qualidade. Antiga residência de verão da Família Real Portuguesa, Cascais é uma joia escondida de grande significado histórico em Portugal.

Este local é ideal para criar uma família por causa de suas belezas naturais, parques limpos e excelentes escolas públicas. Devido a um IMI elevado, Cascais dispõe de infra-estruturas bem financiadas, como se pode constatar pelo excelente transporte público para Lisboa, que demora apenas 30 minutos.

Algarve

O Algarve é o local de férias mais popular em Portugal, com o clima mais agradável e o oceano mais quente.

Com mais de 300 dias de sol, o Algarve é um destino popular para os reformados, nomeadamente dos Estados Unidos e do Reino Unido. O Algarve contém várias escolas públicas e privadas, bem como escolas estrangeiras.

Esta é uma das zonas mais anglófonas e seguras de Portugal. O Algarve oferece uma variedade de oportunidades de investimento imobiliário, desde mansões opulentas a habitações modestas.

Lisboa

O mercado imobiliário de Lisboa tem atraído investimentos de empresas e pessoas de todo o mundo. O mercado está vendo um crescimento exponencial.

Esta não é uma área barata para comprar, mas você sempre pode localizar casas mais baratas fora do centro da cidade. Além de suas magníficas praias e parques, Lisboa possui uma excelente infraestrutura com excelente trânsito, preços razoáveis ​​e baixos custos.

Oferece algumas das melhores escolas públicas do país e é uma das cidades mais seguras da Europa.

Porto

A cidade do Porto, 280 quilômetros a norte de Lisboa e situada no rio Douro, é um investimento inteligente. O Porto é uma das nossas cidades portuguesas favoritas e um dos locais mais bonitos para residir.

A cidade tem 220 dias de sol por ano e um custo de vida baixo (inferior a Lisboa). Ao longo dos anos, o Porto atraiu estrangeiros e desenvolveu uma comunidade internacional considerável.

A cidade possui uma baixa taxa de criminalidade e uma excelente infraestrutura, incluindo transporte eficiente e parques limpos.

Alentejo

Enquanto as tarifas em Lisboa, Porto e Algarve disparam, o Alentejo continua a ser uma excelente opção. Dificilmente o chamaríamos de substituto.

No Alentejo encontra-se tudo o que se encontra no Algarve, mas melhor, porque a região não é tão infestada de turistas. O Alentejo possui a deslumbrante costa do Algarve, bem como regiões áridas onde a vida agrícola pacífica é a norma.

Onde é o lugar mais barato para comprar imóveis em Portugal?

Para comprar casa em Lisboa é necessário pesquisar muito e contar com a ajuda de um profissional da área imobiliária. Entre os bairros mais baratos de Lisboa para comprar casa na capital portuguesa estão:

  • Marvila € 1.483 euros por metro quadrado
  • Beato € 1.700 euros por metro quadrado
  • Santa Clara € 1.739 euros por metro quadrado
  • Olivais € 1.750 euros por metro quadrado
  • Benfica € 2.094 euros por metro quadrado
  • Penha de França € 2.130 euros por metro quadrado

Há ainda outros lugares também!