Com saúde e segurança no top mundial, conheça as cidades mais baratas para viver em Portugal

0
6022

Em Portugal, as cidades mais conhecidas são sem dúvida nenhuma Porto e Lisboa. Contudo, e quase como acontece sempre nesses casos, essa fama faz com que o custo de vida suba bastante.

Porém em Portugal, e por também se tratar de um país dentro da União Europeia, a verdade é que a qualidade de vida não se fica somente por essas duas cidades. Nessa artigo vamos mostrar como outras cidades portuguesas têm a mesma beldade e serviços de qualidade para a sua família, como são saúde, educação e segurança, do que Porto e Lisboa. Por isso mesmo, com o nosso passo a passo atualizado para morar em Portugal todo esse processo vai se tornar ainda mais simples.

Viseu

Feitas as contas médias, por pessoa, incluindo despesas básicas como o aluguel (T1), gás, luz eletricidade, celular e transporte, seu montante mensal gasto deverá ficar por cerca de 305 euros, ou seja, 1200 reais. 

No Centro de Portugal, rodeada por serras e pelos rios Vouga e Dão, se ergue a cidade de Viseu, berço de Vasco Fernandes, e importante marco da arte sacra e da arquitectura religiosa, como comprovam as inúmeras igrejas que adornam o centro histórico.

Na catedral de Viseu é, aliás, um excelente ponto de partida para uma visita à cidade. No Adro da Sé, um dos principais locais de interesse do centro histórico, pode encontrar, para além da Sé e dos Museus, a Igreja da Misericórdia, o pelourinho e o Passeio dos Cónegos. Aqui não é raro deparar-se com o negro granito, característico da região, emoldurando em contraste as fachadas brancas de aspecto imaculado. Depois, siga até ao Rossio, onde pode descontraidamente usufruir dos espaços verdes, ou percorra os troços da muralha defensiva erguida por D. João I e concluída apenas no reinado de D. Afonso V, que ainda se erguem para além das Portas dos Cavaleiros e do Soar.

Bragança

Feitas as contas médias, por pessoa, incluindo despesas básicas como o aluguel (T1), gás, luz eletricidade, celular e transporte, seu montante mensal gasto deverá ficar por cerca de 298 euros, ou seja, 1100 reais. 

Bragança é uma cidade portuguesa, capital do Distrito de Bragança, na região de Trás-os-Montes, no Nordeste de Portugal(Nordeste Transmontano), com 21 853 habitantes no perímetro urbano. É o oitavo maior município português, com 1 173,57 km² de área, 35 341 habitantes e 39 freguesias.

Guarda

Feitas as contas médias, por pessoa, incluindo despesas básicas como o aluguel (T1), gás, luz eletricidade, celular e transporte, seu montante mensal gasto deverá ficar por cerca de 280 euros, ou seja, 1000 reais. 

Conhecida pelo seu importante papel durante a Idade Média, Guarda ainda mantém muitos dos seus colossais castelos que outrora fortificaram o país. Estes podem ser visitados em vilas como Figueira do Castelo, Pinhel e Almeida. Não perca também o Castelo do Sabugal e o Castelo de Sortelha, símbolos máximos do estilo de inspiração militar que caracteriza estas estruturas monumentais.

Trancoso é uma das cidades mais interessantes do distrito da Guarda, graças aos seus inúmeros monumentos religiosos, ao bairro judeu medieval e ao seu ambiente rústico e tradicional. Viaje no tempo, para lá da Idade Média, e visite o fascinante Parque Arqueológico de Foz Côa – um local que abriga a maior colecção de gravuras a céu aberto do Paleolítico de todo o mundo.

Locais a Visitar

Locais históricos e culturais

Sé da Guarda (Guarda)
A Sé catedral impõe-se no coração da Guarda e é o principal símbolo do distrito. Embora a sua construção tenha sido iniciada em finais do século XII, no reinado de D. João I, a catedral foi apenas concluída no século XVI. Devido ao longo período de construção do edifício, o monumento apresenta uma combinação de arquitectura gótica e manuelina. No século XIX, o arquitecto português Rosendo Carvalheira restaurou partes da catedral – um dos melhores trabalhos revivalistas realizado no país.

Museu da Guarda (Guarda)
Deixe de lado os seus guias de viagem e descubra as origens remotas da cidade neste convidativo museu. Organizado em várias secções e temáticas, desde a geografia e economia aos trajes tradicionais, arte e artesanato regionais, este museu incide sobre o património histórico deste notável distrito.

Essas são alguns exemplos do custo de vida muito reduzido em Portugal, mantendo sempre os altos níveis de qualidade de vida, como é o caso da saúde, segurança e educação que, segundo várias instituições internacionais, estão rankeadas entre as melhores do mundo.Se quiser viver nesse país maravilhoso, tenha suas dúvidas eliminadas e faça parte da nossa enorme equipe que com nosso curso atualizado entrou e se legalizou em Portugal, sabendo de tudo para tornar o processo rápido e simples.