Veja o passo a passo para solicitar vistos de empreendedor em Portugal

0
2038

Ánalise os contras, como processo pode demorar e que os imóveis estão caros

Há diferentes vistos para montar um negócio em Portugal, desde aqueles direcionados para quem tem mais recursos até para quem tem pouco dinheiro para começar uma empreitada.

Veja a seguir quais são as opções:

Golden Visa. É um visto para empreendimentos maiores. Há várias categorias para a sua implementação. O brasileiro pode comprar um imóvel a partir de 350 mil euros, aplicar em fundos de investimento ou montar uma empresa com dez postos de trabalho.

D2 ou visto do empreendedor. É o comparado ao MEI no Brasil. Voltado para pequenas e médias empresas pode ser aberto individualmente ou com sócio e o valor mínimo requerido para o investimento é de apenas um euro. Aconselha-se no entanto, que o programa seja de, pelo menos, 2 mil euros para ser levado a sério.

Prazo em Portugal. Um dos diferenciais do Golden é que o investidor estrangeiro pode ficar apenas sete dias em Portugal. No D2, seis meses, pelo menos.

Onde obter. O Golden é o único visto que só pode ser tirado lá. O D2 deve ser solicitado no país de origem.

Passo a Passo para o D2. O futuro empresário deve, em visita à Portugal ou através de um representante legal, solicitar uma inscrição das finanças na Loja do Cidadão, que equivale à Junta Comercial no Brasil. Com isso, ele passa a ter a Atribuição de Número de Identificação Fiscal (NIF) e pode, então, criar a empresa. Ao voltar para o Brasil, deve ingressar com o pedido de visto para empreender já tendo o seu NIF, de abertura da empresa e do plano de negócios. Vale lembrar que o agendamento para pedir o visto pode demorar, devido à alta procura.

Incentivo. Além da facilidade do idioma, o governo português tem políticas econômicas e benefícios fiscais para facilitar a instalação de empresas, visando atrair capital estrangeiro.

Prós & contras. Estar na terra de Camões pode dar um acesso mais fácil para o mercado europeu, assim como a concorrência.

Imóveis. Antes de se animar, lembre-se que Portugal está vivendo um boom imobiliário, inclusive devido à grande procura de brasileiros.

Oportunidades. Tecnologia e inovação, em especial as start ups. A ideia é que elas possam ajudar com soluções para empresas maiores, como as do setor aeronáutico.

Mercado. Cerca de 70% das empresas abertas por brasileiros em Portugal fecham. O principal motivo é que muitos não pesquisam o mercado de lá.

Processo para visto. O processo parece simples, mas empreender em Portugal requer um bom plano de negócios. E lembre-se de que o agendamento para pedidos de vistos pode demorar um bocado, devido à grande demanda.