Tragédia em Portugal, quase 30 mortos em acidente de ônibus

0
3859
Compartilhe!

Por G1.

Segundo presidente da Câmara de Santa Cruz, na Ilha da Madeira, morreram 11 homens e 17 mulheres no local, além de outra mulher que foi levada a um hospital, mas não resistiu. Vinte e sete pessoas ficaram feridas; veículo transportava turistas alemães.

Vinte e nove pessoas morreram em um acidente com um ônibus que transportava turistas em Santa Cruz, na Ilha da Madeira, em Portugal, na tarde desta quarta-feira (17). O veículo saiu da estrada e virou, por volta das 18h30 (16h30 em Brasília).

Segundo o presidente da Câmara de Santa Cruz, Filipe Souza, morreram 11 homens e 17 mulheres no local, além de mais uma mulher que chegou a ser socorrida e faleceu mais tarde em um hospital. Souza disse ainda que as vítimas são alemãs e tem idades entre 40 e 50 anos.

O motorista do ônibus ficou ferido e está em estado de choque, de acordo com a emissora TVI24. Ele e o guia turístico, que também sobreviveu, eram os únicos portugueses a bordo.

Em uma coletiva de imprensa, o secretário regional de Saúde da Madeira, Pedro Ramos, disse que outras 27 pessoas ficaram feridas.

O acidente ocorreu em uma curva na estrada da Ponta de Oliveira com a Rua Alberto Teixeira, quando o motorista perdeu a direção, segundo o jornal “Diário de Notícias da Madeira”. O veículo caiu em uma pequena ribanceira, mas parou ao atingir uma casa.

As autoridades informaram que o ônibus tinha cinco anos e estava com as inspeções em dia. Ele havia deixado um hotel na cidade de Caniço, no leste da Ilha da Madeira, com destino a Funchal, capital da região autônoma portuguesa.

Aviões

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, chegou a anunciar que iria a Funchal esta noite para acompanhar o caso, mas depois informou que cederia dois aviões da Força Aérea, inclusive aquele que usaria para viajar, para que seja feito o transporte dos feridos para a área continental do país.

“Eu fui muito sensível a essa prioridade, que é a necessidade de os aviões, nomeadamente o avião que ia utilizar da Força Aérea Portuguesa, poder ser utilizado para transportar feridos. E sendo necessários os dois, isso tem prioridade. É muito mais importante socorrer os feridos do que o Presidente partir hoje”, justificou.

O porta-voz do Governo alemão, Steffen Seibert, lamentou em uma mensagem em rede social a tragédia. “Chegam-nos notícias terríveis da #Madeira. Sentimos uma dor profunda por todos aqueles que perderam a vida no acidente de ônibus, os nossos pensamentos estão com os feridos”, escreveu.

O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, enviou uma mensagem de condolência às famílias das vítimas e também transmitiu voto de pesar à primeira-ministra alemã, Angela Merkel.

O Governo da Madeira decretou três dias de luto regional, de quinta-feira a sábado.

Acidente de ônibus na Ilha da Madeira — (Foto: Rodrigo Sanches/G1)