Thiago Monteiro – O nome do Skate Brasileiro em Portugal.

Thiago Monteiro, Natural de São Paulo está à um ano e meio em Portugal. Trabalha, participa de campeonatos e vai relatar neste artigo um pouco da sua vida em Portugal e como iniciou sua jornada no skate.
A maior parte das pessoas (em geral) não sai da casa dos pais antes dos 30, Thiago Monteiro tinha o sonho de conhecer outros países e mesmo sendo um jovem de apenas 20 anos vendeu tudo o que tinha e mudou-se para Portugal. Ele não tinha parentes em terras estrangeiras  e não conhecia ninguém. Tinha muitos receios, porque é uma grande responsabilidade sair de seu país de origem sem conhecer ninguém do outro lado do oceano.

Como eu decidi por Portugal? Um dia um amigo, compartilhou um Rap no Facebook, chamado “A voz de um Favelado” do grupo Função Racional. Vi que o vocalista era Brasileiro e adicionei ele no Facebook, Falamos sobre musicas e logo percebi que ele morava em Lisboa e comecei a perguntar sobre a vida em Portugal, comentei que tinha o sonho de conhecer outros países e ele disse que ia me dar uma força se eu fosse para Portugal. Ele disse que me ajudaria com a morada e com um trabalho, me surpreendi e tomei a decisão de sair do Brasil.

Na época eu já morava sozinho, num apartamento pequeno, vendi todas as minhas coisas de casa, vendi minha moto, saí do trabalho e um mês depois já estava em Portugal. Foi tudo muito rápido o Cesar Barbosa(Tarim) me deu uma baita força. Como tudo foi rápido me despedi de algumas pessoas, não deu para ver todos os amigos porque quem já saiu do Brasil sabe que são muitas coisas para resolver antes de partir.
Penso em voltar para o Brasil para visitar minha família e meus amigos, mas apenas para visitar. 
Meu primeiro trabalho em Portugal foi num restaurante japonês, com horário dividido, entrava as 10:30 saía as 15:30 e depois de 4 horas de intervalo, voltava a trabalhar às 19:30 e só saía as 2h da manhã…. Horário este que não é fácil, mas trabalhei por 10 meses assim. Eu aproveitava os intervalos de trabalho para fazer o que eu mais gosto, andar de skate! Tinha apenas uma folga na semana, segurei este trabalho, pois precisava me legalizar no país.
Hoje trabalho em um lar de idosos, minha função é auxiliar de geriatria, com um horário fixo das 8h às 18h com uma folga na semana (rotativa).
Essa nova etapa de trabalho cuidando de idosos, eu nunca havia me imaginado, mas como para mim nada é impossível, faz pouco tempo que estou nesse ramo e essa experiência esta sendo incrível!
Estou gostando muito! Não só pelo horário que eu faço, mais pelo trabalho que eu executo. Com este trabalho, tive uma ampla visão de quando ficar mais velhinho, aprendo com as histórias deles e as reações e rotinas de um idoso.
Eu sei que não é fácil conseguir patrocínio, mas sempre trabalhei e participei de campeonatos no Brasil, agora em Portugal, mantenho esta rotina, mesmo sabendo que não é uma tarefa fácil.

A única razão por não ter sido Campeão Nacional Amador em Portugal, foi por ser Brasileiro.

Não foi um momento fácil ter que encarar esta decisão, tanto no Brasil, como nos Estados Unidos existem campeonatos federados que não interpretam desta forma. Uma alteração no formato dos campeonatos seria importante, afinal Portugal é um dos países da Europa com maior numero de imigrantes, é absolutamente normal que outras nacionalidades possam competir e ganhar!.
Atualmente minha intenção é de competir na França, mas ainda falta o patrocínio para isso.




A História de Thiago Monteiro no Skate

Thiago Monteiro
Foto: Arquivo pessoal

 A história de Thiago com o skate é longa. Já tem 10 anos que ele aprendeu a andar de skate. Tudo começou com uns amigos em São Paulo,  numa brincadeira na rua de casa a 11 anos atrás, meu amigo Liniker Carvalho e Diego Bertolani apareceram na rua brincando e me chamaram para brincar com eles, eu na inocência de criança, fui até eles e ao decorrer da brincadeira me apaixonei pelo tal brinquedo chamado skate, logo em seguida fui para casa e logo chegando em casa pedi aos meus pais para comprar um para mim, minha mãe inocente logo respondeu:
– Você está louco menino? Isso é muito caro! Não é coisa de criança brincar, não temos dinheiro para comprar isso.
Chorei muito nesse dia fiquei até doente mas mesmo assim, não tendo o meu skate continuava a andar juntos com o dos meus amigos.

Certo dia estava com meus amigos, veio um adolescente oferecendo um skate usado para vender na época por 20 reais, um skate mesmo bem simples com rolamentos bilhas. Eu logo falei: Eu quero! Mas não tenho dinheiro para pagar,enfim falei a ele que pagaria quando tivesse, então fui pagando ele de Real em Real atá completar os 20,00 reais.

Tendo meu skate comecei a conhecer muitos outros skatistas da minha cidade que se chama Cabreúva no interior de  São Paulo.(Dentinho, Leandro, Aleff Felipe, Carlinho Neguinho, Kaio De Souza , Augusto Pravatti , Saulo Freitas , BiBi , Lucas Ribeiro , Gabriel dos Santos, Mauricio Ferreira, João Rodrigues, Juninho Rodrigues, André Codigo 3, Daniel Souza), Entre muitos outros que agora não me lembro.

Comecei a Gostar de andar de skate, comecei a andar todos os dias, e participar de campeonatos, ao participar de campeonatos minha família começou a ver minhas conquistas trazendo troféus e medalhas para casa e  meu pai começou a ter uma visão e me ajudar a ir nos campeonatos.
Ele pagava um amigo que se chama Kaio para me levar, pois eu ainda era muito pequeno.

Foi assim que tudo começou……




Recado para quem está chegando em Portugal

Aproveite Portugal, é um dos melhores países para imigrar e fazer sua vida, basta apenas ter força de vontade. Não se iluda com o valor do Euro, aqui não se ganha rios de dinheiro, mas é possível ter qualidade de vida com pouco.

 Agradecimentos

Agradeço a Deus por me colocar nesse rumo do skate, agradeço a loja Twin Tail de São João do Estoril por estar me ajudando, me incentivando e dando aquela força!

Se você tem um sonho corra atrás, ele com certeza se realizará.

 

Obrigado a Todos. Ganda abraço!




Cadastre-se em nossa Lista

Patrícia Alves

Fundadora e proprietária do site Morar em Portugal.
Mãe, esposa, web marketeer e imigrante em Portugal.
Mora em Cascais com o marido e as filhas.

Clique no ícone do Facebook para acessar meu perfil

Website: https://moraremportugal.com