Quer ficar mais de 90 dias em Portugal? Saiba o que fazer para prorrogar e não ficar ilegal

0
4449

Por vezes ficar somente os 90 dias em Portugal não é suficiente para quem entrou pela primeira vez nesse país cheio de oportunidades.

Por isso mesmo, é preciso ter bastante cuidado sobre o que fazer para conseguir prorrogar esse limite colocado pelas autoridades portuguesas, que é bastante semelhante ao número de dias estipulado pelos restantes países da União Europeia. Relembramos que com o nosso passo a passo atualizado para morar em Portugal todo o processo vai se tornar simples.

Mas então o que precisa de saber e fazer para aumentar esse limite de 90 dias?

Como garante o site “Sair do Brasil”, embora a emissão de visto não seja obrigatória para que brasileiros entrem em Portugal, todo turista ao desembarcar no país recebe um carimbo que o autoriza a ficar até 90 dias legalmente em solo lusitano, em qualquer país europeu que faça parte do Tratado de Schengen, ou transitando entre eles. Mas se por algum motivo você desejar ficar além desse período em terras portuguesas, você obrigatoriamente deverá solicitar uma extensão de visto.

Qualquer cidadão brasileiro que tenha entrado em território português como turista e que, por algum motivo (plausível), queira ficar por mais algum tempo no país pode pedir essa mesma extensão do limite legal de estadia.

Caso decidia mesmo ficar por mais tempo, tenha atenção que o contato telefônico com o SEF deve ser feito antes de vencer os 90 dias concedidos quando o viajante desembarcou em Portugal. Algumas pessoas aconselham agendar a consulta no final do segundo mês após a chegada no país.

Precisa desses documentos para conseguir a aprovação

Segundo informa o site “Viver trabalhar e estudar no exterior”, no dia marcado pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, você deve comparecer munido da seguinte documentação:

  • Apresentar o pedido de adiamento devidamente preenchido e assinado pelo requerente ou sendo menor ou incapaz, assinado pelo respetivo representante legal.
  • Duas fotografias iguais, tipo passe, a cores e fundo liso, atualizadas e com boas condições de identificação. Caso você seja atendido em algum postos com atendimento SIGAP , não é necessário levar as fotografias;
  • Passaporte ou outro documento de viagem válido reconhecido;
  • Comprovante dos meios de subsistência (vide item 5);
  • Comprovativo de que dispõe de alojamento (hospedagem);
  • Requerimento para consulta do registo criminal, sempre que a estada requerida seja superior a 90 dias;
  • Título de transporte que assegure o regresso ou, em situações devidamente comprovadas e documentadas, reserva de viagem com indicação da data de regresso (veja item 6);
  • Comprovativo em como se mantêm as condições que permitiram a admissão do cidadão estrangeiro em território ou, excepcionalmente, comprovativo da ocorrência de outros motivos que justifiquem a permanência em território nacional para além do período de tempo inicialmente autorizado.

Tempo e custo para essa aprovação final

No geral o tempo entre agendamento e atendimento não demoram muito, mas, ainda assim, é aconselhável que a solicitação seja feita com, pelo menos, um mês antes da expiração da sua autorização. Isso evitará que você corra o risco de ficar ilegal durante o processo, além de causar uma boa impressão, uma vez que a antecipação significa que a mudança de ideia não foi repentina, e sim algo previamente pensado e analisado.

O valor pago para esta solicitação vai variar de acordo com o tempo requerido de extensão. Para aqueles que desejam estender por no máximo 30 dias, custará 48,70 euros. Já para quem desejar ficar até mais 90 dias, o custo será de 65 euros.

Se quiser viver nesse país maravilhoso, tenha suas dúvidas eliminadas e faça parte da nossa enorme equipe que com nosso curso atualizado entrou e se legalizou em Portugal, sabendo de tudo para tornar o processo rápido e simples.