O que os adolescentes fazem em Portugal que preocupa os pais.

0
2443
Compartilhe!

A maior preocupação de quem vai imigrar em família é esta. Qual a influência que seu filho vai ter em uma escola na Europa?

Como são os adolescentes em Portugal?

Como mãe, vou colocar alguns pontos que observei antes mesmo de sair do Brasil, vou passar para vocês como análise, não como crítica. Até mesmo, porque não tenho o poder de criticar um filho que não é meu.

Minhas filhas estão em idade escolar e é absolutamente normal acompanhar o desempenho delas na escola, acomanhar com quem elas fazem amizades e como elas são tratadas em Portugal.

Acho importante para quem está lendo este artigo, e é de nacionalidade portuguesa, que coloque amor nas minhas palavras. Meu intuito é sempre ver um país melhor, um Portugal mais consciente, um Portugal que amamos mas que sabemos que nem tudo são flores.

Vamos à realidade.

Quando você chega em Portugal você acha que a sua maior preocupação vai ser se seus filhos vão falar “rabo” ao invés de “bunda”. Mas não essa não será a sua maior preocupação. Quem tem filhos adolescentes então, pode acabar por ficar de cabelos brancos com o que eu vou falar.

Primeiro Problema – Cigarro

Ainda no Brasil, já havia feito algumas pesquisas sobre Portugal, soube que aqui, os adolescentes começam a fumar cigarros muito cedo, desde que descobri isso, comecei a orientar a minha filha adolescente sobre isso. Ao chegar em Portugal você pode ficar em choque, ao ver crianças de 12 anos  adolescentes fumando em frente as escolas.

O cigarro em Portugal tem um grande domínio psicológico e econômico para o país, ninguém costuma falar sobre os prejuízos do cigarro à saúde, como falamos no Brasil. Se existem campanhas de conscientização, elas não estão sendo bem divulgadas nunca as percebi. E se você perguntar a um destes adolescentes o que os pais deles acham deles fumarem geralmente vai ouvir  “meus pais que compram meus cigarros” 😦.

Não estamos falando que 100% dos adolescentes fumam! Observem que estamos falando dos problemas, que você pode enfrentar com seus filhos em Portugal

Segundo Problema – Corridas ilegais

Aqui na Europa, à partir dos 16 anos os jovens já podem conduzir (alguns modelos de carros). Aos 18 anos, estão habilitados para conduzirem viaturas. É muito comum ver os adolescentes fazerem 18 anos já dentro de uma auto-escola. Isso é ótimo!

Entretanto alguns pais precisam lidar com a realidade e conscientizar seus filhos a não procurarem, nem praticarem corridas ilegais. Todos os dias nos jornais algo é noticiado referente a isso, alguns jovens já perderam a vida nestas corridas feitas de forma ilegal nas auto-estradas em Portugal. As autoridades tentam conter essa atividade, mas não tem sido uma tarefa fácil.

Jovens com um grande potencial, inteligentes, desperdiçando suas vidas bebendo e dirigindo alcoolizados, além de colocarem à vida de outras pessoas em risco.

Eu e meu marido, sempre evitamos sair após as 22h, pois é quando começam as corridas ilegais em Cascais, geralmente próximo ao autódromo. Evitamos para não correr o risco de acidente com algum jovem que dirige alcoolizado.

Terceiro Problema – Drogas

Há quem pense que na Europa não existem drogas, sim existem. O consumo de maconha (ganza, haxixe, erva, canábis ou sei lá o que é esse mato que eles fumam) é descriminalizado desde 2001.

Você dificilmente vê pessoas fumando um cigarrinho destes na rua, entre os jovens, o consumo de maconha é motivo de “status”. Por isso orinte bem seus filhos para ficarem distantes de influências que não serão positivas para a vida deles.

Aqui também o consumo de anfetamina, cocaína, MDMA (ecstasy) e metanfetamina são cada vez maiores. O governo Português para estes casos tem trabalhado com exito, em campanhas e tratamentos. Mas nunca esqueça que é sempre importante conversar sobre isso com seus filhos e manter eles atentos aos perigos oferecidos nas festas em Portugal.

Não esqueça de uma coisa. Todos estes problemas existem em qualquer parte do mundo. Este artigo é para alertar aqueles que acreditam que em Portugal não existe este tipo de situação. Existe sim, e sua parte de cuidar de sua família é muito importante!