Histórico: saiba porque os brasileiros nunca foram tão barrados nas fronteiras da Europa

0
2829
Compartilhe!

Por vezes a entrada em Portugal e na Europa não é tão fácil como se possa pensar. Relembramos que com o nosso passo a passo atualizado para morar em Portugal todo o processo vai se tornar mais simples.

Número de brasileiros barrados está aumentando

Em geral, turistas têm a entrada barrada na União Europeia quando não têm passagem de volta, dinheiro suficiente para ficar no país durante o período, comprovante de hospedagem, passaporte válido por no mínimo três meses ou comprovante de trabalho ou renda no Brasil.

A suposição dos agentes da imigração britânica é de que essas pessoas não pretendem fazer turismo, mas, sim, viver no país sem a documentação necessária, ou seja, ilegalmente. Mas nem sempre é o caso. Há pessoas que de fato viajam a turismo, mas sem os documentos exigidos – ou são impedidos de entrar por outros motivos.

No Reino Unido, mais que dobrou a quantidade de brasileiros barrados em quatro anos: de 875 em 2014, para 1.871 em 2018, segundo dados do governo britânico. Entre 2017 e 2018, houve um aumento de 35%, de 1.384 para 1.871 brasileiros impedidos de entrar.

“Todos os que chegam na fronteira do Reino Unido são admitidos a partir de seus méritos individuais e com base na evidência disponível, de acordo com as regras de imigração”, disse, em nota enviada por e-mail, um porta-voz do Ministério do Interior britânico.

Conheça a realidade da entrada dos brasileiros em Portugal

Em Portugal, isso foi ainda mais acentuado: o número dobrou em um ano, segundo a Eurostat. Em 2017, 1.335 pessoas foram impedidas de entrar. Em 2018, 2.865.

Também houve aumento de brasileiros barrados em outros países do continente, mas os números são menores, como na Alemanha (dobrou, de 70 para 140 pessoas), na Irlanda (mais que triplicou, de 170 a 525) e na França (aumentou 70%, de 420 a 730). Na Espanha, houve queda (de 445 a 295).

O número de pessoas de todas as nacionalidades rejeitadas pelos países europeus aumentou de forma geral, mas em proporção menor: 7,2% de 2017 a 2018.

Especialistas atribuem esse aumento a dois fatores. Mais brasileiros querendo deixar o país para viver ainda que ilegalmente no exterior além de uma restrição maior nas fronteiras europeias.

Faça parte da nossa enorme equipe que com nosso curso atualizado entrou e se legalizou em Portugal, tornando o processo rápido e simples