Governo Reservou 3.500 vagas no ensino universitário para emigrantes e familiares

0
888

O Governo disse à comunidade portuguesa emigrante para propagar aproximadamente cerca de 3.500 vagas que encontram-se a disposição para emigrantes e seus familiares no concurso de acesso ao ensino universitário um contingente especial que em 2017-2018 apenas atraiu 273 estudantes.

De acordo com uma nota enviada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), “a Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e do Ensino Superior e o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas direcionaram uma correspondência às comunidades portuguesas no mundo, que foi propagada por toda a rede consular e diplomática portuguesa e apresentada também juntamente da comunidade acadêmica e científica, simultaneamente com um folheto indicador específico sobre o mencionado contingente”.

A carta e os panfletos encaminhado em conjunto comunicam que existem 7% de vagas reservadas na primeira etapa do concurso nacional de acesso ao ensino superior para emigrantes e familiares, intensificando o processo de internacionalização do sistema de ensino superior e científico nacional como fator de estimulo para o retorno a Portugal.

A proporção introduz-se na decisão ‘Estudar e Investigar em Portugal’, à qual está vinculada uma “plataforma de divulgação das instituições, empreendimentos e atividades associadas com o ensino superior, a ciência e a tecnologia nacionais”.

“No ano letivo 2017-2018 foram instalados 273 estudantes, provenientes de 29 países, através desse contingente”, diz respeito a publicação do MCTES.

A primeira etapa do concurso nacional de acesso ao ensino superior teve suas inscrições até o dia 07 de agosto e contou com aproximadamente 38.066 candidatos a frequentar um curso nas universidades e politécnicos públicos.

O número fica cerca de 3.500 candidatos abaixo do registado em 2017 em igual período de candidatura decorrido.

Se pretende estudar em Portugal, faça parte da nossa enorme equipe que com nosso curso atualizado entrou e se legalizou em Portugal, sabendo de tudo para tornar o processo rápido e simples.