Covid-19 em Portugal: Internamentos descem e são registradas mais 111 mortes e 1502 infecções.

Portugal registou, no último dia, 111 mortes por covid-19 e 1502 novas infecções por SARS-CoV-2. Esses dados constam do último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado nessa terça-feira, e dizem respeito à última segunda-feira.

De acordo com o boletim epidemiológico, já foram contabilizadas menos 350 pessoas internadas e menos 32 em unidades de cuidados intensivos. Nos últimos dias, só a 13 de Fevereiro que ocorreu uma descida mais significativa, com menos 380 pessoas internadas e menos 43 em cuidados intensivos. Essa descida de 380 nos internamentos registados, reportada a 13 de Fevereiro, foi, porém, a maior quebra desde o início da pandemia no país, tendo a descida nos cuidados intensivos sido também uma das mais acentuadas até então. De acordo com os últimos dados divulgados, são mantidos internados um total de 4482 pacientes, sendo que 752 precisam de cuidados intensivos.

Já o número de pessoas que recuperaram da doença no último dia é de 8865 (num total de 677.719). Só a 9 de Fevereiro houve mais recuperados (15.157).

Quanto ao número de óbitos, subiu entre o último boletim e o atual, de 90 para 111. Antes, no dia 10 de Janeiro tinham sido registadas 102 mortes e a 9 de Janeiro 111. E o número de novos casos subiu entre um dia e outro, indo de 1303 casos para 1502.

Falando sobre o número de casos ativos, já existem menos 7474, sendo o total de 95.320. Desde 7 de Janeiro, dia em que o total de casos ativos foi de 93.360, que esse número não era tão baixo e no dia seguinte, no dia 8 de Janeiro, o total de casos ativos em Portugal encontrava-se nos 98.938 e, depois, esteve sempre acima dos 100 mil casos até ao boletim da DGS dessa terça-feira. O número de casos ativos no país resulta da subtração dos óbitos e recuperados ao total de casos confirmados até à data.

O total de casos confirmados no país desde o início da pandemia é de 788.561 (431.895 mulheres, 356.401 homens e 265 casos de sexo desconhecido sob investigação) e o de óbitos de 15.522 (8097 homens e 7425 mulheres). Já foram contabilizadas menos 8341 pessoas em vigilância (até à data, já estiveram em vigilância 123.180 pessoas).

Foi na região de Lisboa e Vale do Tejo que se registrou o maior número de óbitos no último dia (59, num total de 6394). Nessa zona do país, houve mais 610 novos casos de infecção por SARS-CoV-2 (num total acumulado de 296.820). E na região Norte foram registrados 20 mortes no último dia e 406 novos casos. O total de óbitos nessa zona é de 5070 e o de casos confirmados de 322.511.

Na região Centro foram verificados 20 óbitos no último dia, sendo o total já de 2765. Quanto a novos casos, foram contabilizados um total de 300, cumulado de 112.694. No Alentejo foram registrados 10 óbitos e 65 novos casos (num total de 898 e 27.852, respectivamente). No Algarve, há mais dois óbitos para serem registrados (num total de 308) e 74 novos casos (em 19.472 já confirmados).

Nos Açores e na Madeira não houve registro de óbitos no último dia. A Madeira contabiliza 46 novas infecções, possuindo um total de 5540 casos confirmados e 59 óbitos até à data. Os Açores contabilizaram um novo caso, sendo já o total de infecções confirmadas de 3672 e de óbitos de 28.

Portugal registrou, no domingo, o número de mortes diárias mais baixo dos últimos 41 dias e o número de novos casos mais baixo dos últimos 51. De acordo com os dados, que foram divulgados nessa segunda-feira e referentes à totalidade do dia de domingo, havia mais 1303 casos (o valor mais baixo registrado desde o dia 26 de Dezembro, quando foram registado 1214 casos) e 90 mortes associadas à covid-19, o valor mais baixo desde 5 de Janeiro, quando foram contabilizados um total de 90 óbitos.

.

Quer trabalhar com a internet e sem correr riscos? CLIQUE AQUI.