Baixa Segurança? Revelado em quantas horas desaparece uma criança em Portugal

0
666
Compartilhe!

Por vezes, nem sempre dá para confirmarmos na segurança excelente que Portugal apresenta. Relembramos que com o nosso passo a passo atualizado para morar em Portugal todo o processo vai se tornar simples.

Essa é a realidade de Portugal nos últimos dez anos

Em média, nos últimos dez anos, as polícias registaram cerca de 1400 desaparecimentos anuais, o que representa um a cada seis horas.

Nas últimas semanas abundaram apelos nas redes sociais para a localização de adolescentes em parte incerta e incomunicáveis. “Saiu de casa e não voltou” e “foi à escola e não regressou” ou ainda “saiu com o namorado e desapareceu” são algumas das mensagens deixadas por pais desesperados à procura dos filhos.

Todos acabaram por ser encontrados e todos se enquadram no padrão que representa mais de 90% dos desaparecimentos de menores registados em Portugal.

São na esmagadora maioria adolescentes que decidiram fugir de instituições ou do lar familiar após zangas com os pais. Poucos são os casos em que a ausência resulta de crimes como o rapto ou o abuso sexual de menor.

Só no primeiro trimestre deste ano, a Polícia Judiciária (PJ), que concentra as comunicações de pessoas desaparecidas, registou cerca de 700 casos envolvendo menores. Apesar de serem quase todos ausências voluntárias, obrigam as autoridades a desencadear processos para os localizar. Situam-se na faixa etária dos 12 aos 17 anos e são, geralmente, encontrados pelas autoridades ou por familiares, poucas horas depois.

Se quiser viver nesse país maravilhoso, tenha suas dúvidas eliminadas e faça parte da nossa enorme equipe que com nosso curso atualizado entrou e se legalizou em Portugal, sabendo de tudo para tornar o processo rápido e simples.