As profissões com salários mais altos em Portugal

Para 51% dos profissionais, o principal motivo para a recusa de uma oferta de trabalho prendeu-se com o salário.

Fonte: Dinheiro Vivo

É na indústria financeira que existem os salários mais altos. No topo da tabela está o diretor de Unidade de Negócios, com um salário médio anual de 90 mil euros, seguido pelo diretor financeiro e pelo diretor de comunicação.

Estes são os cargos mais bem remunerados, para profissionais com menos de cinco anos de experiência.

Os dados referem-se ao ano 2018 e fazem parte do Guia do Mercado Laboral da Hays, um estudo que revela as tendências do mercado de trabalho e de salários. A oferta salarial é o motivo mais valorizado pelos profissionais no momento de decisão sobre a mudança de emprego.

Para 51% dos profissionais, o principal motivo para a recusa de uma oferta de trabalho prendeu-se com o salário.

Tendo em conta uma experiência até cinco anos, na área da contabilidade e finanças é o CFO que tem o salário mais elevado (70 mil euros brutos anuais), no setor legal é o diretor jurídico que leva para casa o maior salário (60 mil euros), na área de marketing, o diretor de comunicação pode receber 63 mil euros, em tecnologias de informação o salário mais alto é o de CTO (57 mil euros).

Na indústria, com destaque para a automóvel, o salário mais elevado é o de diretor-geral (55 mil euros), em recursos humanos, o cargo mais bem remunerado é o do diretor (52 mil euros), no setor do retalho é o diretor de unidade de negócio que recebe o maior salário (49 mil euros).

Na banca destaque para o private banker com um salário de 45 mil euros e, por fim, no setor de business center a remuneração mais alta é de 42 mil euros para o cargo de order to cash manager.

2018 foi um ano de aumentos salariais, benefícios e promoções. No caso das promoções, 72% dos empregadores afirma que se deveu à performance dos colaboradores, tanto para os motivar como para os reter.

De acordo com o estudo, em 2019, 82% dos empregadores afirma que pretende contratar. A maioria destes recrutamentos serão consequência do crescimento das empresas em território nacional.

Os perfis mais procurados são de comerciais, tecnologias da informação, engenheiros, administrativos, marketing e comunicação, logística, apoio ao cliente, financeiros, consultores, retalho, hotelaria, recursos humanos, saúde, procurement, controlo de crédito, jurídicos e auditores.

.

Quer aprender a trabalhar em casa e sem riscos? CLIQUE AQUI.