3º país mais seguro do Mundo! Governo de Portugal anuncia quanto vai investir na Defesa

0
1494
epa05225442 A police officer on guard at Lisbon International Airport during an evacuation after a suspicious bag was found, Lisbon, Portugal, 22 March 2016. The terrorist attacks in Brussels have led to increased security measures in other European cities. EPA/ANDRE KOSTERS

Portugal e o seu Governo, liderado pelo premiê António Costa, estão provando novamente que estão investindo bastante na segurança e na defesa do seu país, aumentando em muitos milhões tudo o que envolva a Polícia e sobretudo seus militares.

De fato, essa iniciativa está sendo um pouco avançada pelos países da União Europeia, seguindo um pouco o exemplo do que está acontecendo com os Estados Unidos. Mas será que o terceiro país mais seguro do Mundo, Portugal, precisava de um investimento tão grande? Relembramos que com o nosso passo a passo atualizado para morar em Portugal todo o processo vai se tornar simples.

Plano para a Defesa portuguesa é finalmente divulgado

Como garante o site do canal público “RTP”, o premiê António Costa apresentou “um quadro anualizado” que especifica que Portugal vai consagrar 1,66% do Produto Interno Bruto (PIB) a despesas em Defesa até 2024, ficando aquém do objetivo de 2% acordado entre os países membros da NATO.

Portugal irá apresentar hoje na cimeira [da NATO], pela primeira vez, um quadro anualizado de convergência com o compromisso que foi assumido em 2014 na Cimeira de Gales. É um quadro de evolução gradual, sustentado, e compatível com as diferentes necessidades orçamentais do país nos mais diversos domínios”, indicou António Costa.

Em declarações aos jornalistas aquando da inauguração da delegação de Portugal na nova sede da NATO em Bruxelas, António Costa esclareceu que, na carta entregue ao secretário-geral da Aliança, Jens Stoltenberg, o Governo português se compromete a consagrar 1,66% do PIB a despesas em Defesa até 2024, um valor que fica abaixo dos 2% acordados pelos Aliados na cimeira do País de Gales em 2014.

O investimento não vai ficar por aqui

De acordo com António Costa, o investimento pode atingir os 1,98% do PIB se o país conseguir obter os fundos comunitários a que se irá candidatar no âmbito do próximo Quadro Financeiro Plurianual da União Europeia para o período 2021-2027, nomeadamente através do Horizonte Europa e do Fundo Europeu de Defesa.

“A carta que entregarei ao princípio da tarde ao secretário-geral da NATO mostra bem a forma responsável e credível como estamos e nos propomos a cumprir as nossas responsabilidades, diferenciando bem aquilo que podemos ter por adquirido e seguro, que é a trajetória que devemos seguir, e aquilo que depende de acessos a fundos da UE”, sustentou.

De relembrar que Portugal destinou no ano passado 2.398 milhões de euros a despesas em Defesa, o que equivale a 1,24% do seu PIB, devendo este ano aumentar para 2.728 milhões de euros, o equivalente a 1,36% da riqueza nacional.

António Costa disse ainda que Portugal pretende destinar 1,41% do PIB nacional à Defesa em 2019.

“Procurámos construir um quadro que, simultaneamente, procurasse reforçar as capacidades das nossas Forças Armadas para assegurar a soberania nacional, em particular dos vastos recursos marítimos a nosso cargo, e por outro lado, que pudesse constituir um instrumento de robustecimento do nosso sistema científico e também da nossa indústria nacional”, sublinhou.

Se quiser viver nesse país maravilhoso, tenha suas dúvidas eliminadas e faça parte da nossa enorme equipe que com nosso curso atualizado entrou e se legalizou em Portugal, sabendo de tudo para tornar o processo rápido e simples.